Sinopse de imprensa: Roubos, estupros e mortes crescem em todo o Estado de SP

A criminalidade aumentou nos três primeiros meses do ano em todo o Estado de São Paulo. Números divulgados nesta quinta-feira pela Secretaria da Segurança mostram o crescimento significativo dos casos de roubo, estupro e latrocínio (roubo seguido de morte). As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿.

Redação |

Túlio Kahn, coordenador da CAP (Coordenadoria de Análise e Planejamento, da Secretaria da Segurança) e porta-voz do governo José Serra (PSDB) para essa divulgação, atribuiu o crescimento da violência a "uma série de fatores", entre eles o aumento da circulação de armas de fogo (subiu 4,5% a apreensão de armas) e a crise econômica.

Pelo menos 63.729 casos de roubo foram registrados no período -recorde histórico no Estado. Em comparação aos três primeiros meses do ano passado, o crescimento foi de 19,13%. O aumento foi praticamente em todo o Estado.

Os latrocínios, que já haviam crescido no último trimestre de 2008, voltaram a aumentar: 36,23% -94 pessoas foram assassinadas durante assaltos.

Já os casos de homicídio doloso (quando há intenção de matar) subiram em relação ao 1º trimestre do ano passado -o quarto trimestre de 2008 havia interrompido um ciclo de 29 trimestres seguidos de queda. O aumento foi de 0,7% em todo o Estado em comparação ao mesmo período de 2008. Nos municípios do interior, o crescimento foi de 11,06%. Na capital, houve uma queda de 6,44%, mas abaixo da expectativa do governo (de mais de 10%).

Túlio Kahn afirma não ter explicação única para o crescimento da violência. Para ele, a crise econômica pode ter ajudado a "amplificar" o problema, mas não é a causa. Isso porque, diz, desde janeiro de 2008 iniciou-se a tendência de alta.

Já em relação ao aumento dos casos de estupro (foram 1.050 ocorrências registradas no Estado), ele admitiu não ter explicação.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: violência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG