Sinopse de imprensa - Reprovação ao Congresso cai, mas ainda atinge 39%

O percentual de pessoas que acham o trabalho de senadores e deputados ruim ou péssimo caiu de 45%, na pesquisa de novembro de 2007, para 39%, no levantamento entre os dias 25 e 27 de março, segundo o Datafolha. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

De acordo com o levantamento, a avaliação regular subiu de 37% para 40%, enquanto ótimo ou bom variou de 13% para 14%.

A taxa de reprovação atingiu seu recorde em agosto de 2005, no auge do escândalo do mensalão, quando 48% consideravam o trabalho ruim ou péssimo.


Entre os que aprovam o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a aprovação ao Congresso sobe. Para os que consideram Lula ótimo ou bom, 20% avaliam os parlamentares da mesma forma, contra 35% de ruim ou péssimo. Já entre os que reprovam Lula a taxa de aprovação do Congresso é de 7%, enquanto 60% dizem ser ruim ou péssimo.

A menor aprovação da Casa se dá entre os que declaram preferência pelo PSDB (12% de ótimo ou bom e 39% de ruim ou péssimo) e PDT (15% de ótimo ou bom e 48% de ruim ou péssimo). Para 18% dos eleitores de PMDB e DEM a avaliação é de ótimo ou bom. Entre os que declaram preferir o PT, há 14% de ótimo ou bom, 45% de regular e 36% de ruim ou péssimo.

    Leia tudo sobre: congresso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG