Sinopse de imprensa - Região de chacina virou rota de contrabando

A região de Guaíra, na fronteira noroeste do Paraná com o Paraguai, é a nova rota adotada por contrabandistas e traficantes de drogas e armas. As informações são da edição desta terça-feira do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

Acordo Ortográfico

Segundo a publicação, constatou-se a nova rota depois que a fiscalização foi intensificada na chamada Tríplice Fronteira, entre Brasil, Argentina e Paraguai, na região de Foz do Iguaçu (640 km de Curitiba).

A rota dos criminosos teria sido adotada há mais de dois anos, desde que a aduana brasileira na ponte da Amizade, que liga Foz e Ciudad del Este, passou a fiscalizar 100% dos produtos que deixam o Paraguai.

Ainda segundo a "Folha", A delegacia da PF em Guaíra toca mais de 800 inquéritos relacionados a casos de contrabando e tráfico de armas e drogas nos últimos três anos.

AE
Quinze pessoas morreram na chacina
Quinze pessoas morreram na chacina na fronteira Paraná com o Paraguai

    Leia tudo sobre: chacina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG