sentiu homenageado com a nomeação do ex-governador Geraldo Alckmin para o secretariado de José Serra, o governador de Minas, Aécio Neves, digeriu mal a articulação do governador paulista. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿." / sentiu homenageado com a nomeação do ex-governador Geraldo Alckmin para o secretariado de José Serra, o governador de Minas, Aécio Neves, digeriu mal a articulação do governador paulista. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿." /

Sinopse de imprensa: Para Aécio, decisão de Serra visa impedir prévias no PSDB

BRASÍLIA - Apesar do discurso público de que se http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/01/20/aecio+se+diz+homenageado+com+nomeacao+de+alckmin+3502991.htmlsentiu homenageado com a nomeação do ex-governador Geraldo Alckmin para o secretariado de José Serra, o governador de Minas, Aécio Neves, digeriu mal a articulação do governador paulista. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿.

Redação |

Reservadamente, a avaliação de Aécio e aliados é a seguinte: Serra tenta criar um fato consumado para impedir prévias no PSDB e obter a indicação presidencial do partido por acordo político. Nos bastidores, Aécio deixou no ar a ameaça de sair do PSDB caso se sinta derrotado de uma forma que considere desleal.

Ao nomear Alckmin como secretário de Desenvolvimento, Serra atrai para seu campo político um tucano que flertava com o projeto presidencial de Aécio Neves.
O governador mineiro também se incomodou com as declarações do presidente do DEM, deputado federal Rodrigo Maia (RJ), e do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, de que o destino da legenda em 2010 seria conduzido por Serra. Ou seja, enxergou no movimento de Serra com o DEM mais uma tentativa de estabelecer uma aliança para o PSDB mais favorável ao projeto do governador paulista.

Em conversa com a reportagem, o primeiro-vice-presidente da Câmara, Nárcio Rodrigues (MG), deixou claro o descontentamento do grupo tucano que apoia Aécio. "Só há uma coisa que pode nos tirar do jogo: é o sentimento de que não vai haver jogo", disse o ex-presidente do PSDB de Minas e principal articulador político de Aécio Neves em Brasília.

"Pelo que estamos vendo, já há uma disputa no partido, uma tentativa de criar um fato consumado. É preciso que haja um jogo leal", disse Nárcio. "Qual a vantagem de patrocinar uma divisão interna alardeando agora apoio externo?", indagou, numa referência ao anúncio da cúpula do DEM de marchar com Serra.

Aécio e Nárcio negam de público, mas está claro que o grupo aecista voltou a flertar com a hipótese de racha e de migração para outro partido. O PMDB já convidou Aécio a se filiar para disputar a Presidência. O grupo de Serra avalia que isso é um blefe e que o tucano mineiro e seus aliados não deixarão o PSDB.

Leia mais sobre: Aécio Neves

    Leia tudo sobre: aécio neves

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG