Sinopse de imprensa: Orçamento será congelado em 2009, anuncia Kassab

SÃO PAULO - O discurso do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), está menos otimista dois meses após ter sido reeleito. Às vésperas de tomar posse para seu segundo mandato, ele agora declara que a crise econômica adquiriu uma dimensão grande e que ela vai reduzir a arrecadação. Já anuncia para 2009 um congelamento do Orçamento da capital paulista. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿.

Redação |

Acordo Ortográfico

Embora a extensão do congelamento ainda não seja revelada, Kassab já adianta que ele "será bastante amplo". O prefeito paulistano se compromete a preservar somente as áreas sociais.

O anúncio do congelamento de verbas se dá depois do corte de R$ 1,9 bilhão feito pelos vereadores no Orçamento recém-aprovado pela Câmara Municipal -da previsão de R$ 29,4 bilhões para R$ 27,5 bilhões. O objetivo da medida, diz Kassab, é ter "tranqüilidade para enfrentar uma eventual redução de receitas que ainda não identificamos qual será".

Na prática, significa que a contratação de novos projetos e de novas despesas deverá ficar bastante limitada. O congelamento poderá ser flexibilizado no decorrer do ano -para evitar que vire um corte definitivo- se a arrecadação não for muito afetada pela crise.

Em entrevista concedida à Folha nesta quinta-feira, Kassab disse que, mesmo a prefeitura sabendo dos pontos crônicos de alagamento de vias públicas na época de chuva, "seria uma leviandade" dizer que fará obras para resolvê-los dentro de quatro anos. Para ele, a prioridade deve ser as áreas de risco onde vivem "famílias que podem morrer se forem atingidas".

Leia mais sobre: Kassab

    Leia tudo sobre: kassab

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG