Sinopse de imprensa - Mulher acusa marido de prendê-la por 18 anos

Um agricultor de Pedranópolis (563 km de SP) foi preso pela polícia sob acusação de manter sua mulher em cárcere privado por cerca de 18 anos em um sítio, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

Ary Hernandez Castijo, 50, foi preso em flagrante na última terça-feira, após a família da mulher com quem vivia procurar a polícia e relatar uma série de maus-tratos que teriam sido cometidos pelo agricultor.

De acordo com o jornal, a mulher foi viver com Castijo há cerca de 18 anos, por conta própria, mas os parentes disseram que ela era impedida de sair do sítio.

A mulher, de 36 anos, contou que só era autorizada a deixar o sítio com o agricultor. Além disso, ela afirmou que sofria de ameaças constantes, segundo informou a delegada Maristela Dias, que investiga o caso.

A delegada disse ainda, de acordo com a reportagem, que a mulher era obrigada a fazer trabalhos forçados na propriedade rural, sempre sob ameaças de arma de fogo.

Segundo a "Folha", em depoimento à polícia, Castijo negou as acusações. Disse que a mulher não saía do sítio porque não queria.

Além de ser autuado em flagrante por cárcere privado, Castijo foi autuado por manter a mulher em condições análogas à escravidão.


    Leia tudo sobre: seqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG