Sinopse de imprensa - Minc licenciou obras em tempo recorde

A Secretaria do Ambiente do Rio licenciou em tempo recorde obras de grande impacto ambiental e de interesse direto do governo federal nos quase 17 meses sob a administração de Carlos Minc. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

De acordo com a reportagem, entre as obras está o Comperj (Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro), que a Petrobras planeja construir na proximidade dos manguezais de Guapimirim, única área preservada da baía de Guanabara.

Segundo a secretaria, foram emitidas 2.068 licenças desde fevereiro de 2007 até esta quarta-feira. Foi aproximadamente, de acordo com o órgão, a mesma quantidade emitida nos três anos anteriores (2004 a 2006).

Na tarde desta quarta-feira, o porta-voz do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marcelo Baumbach, anunciou que o atual secretário de meio ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, é o novo ministro do Meio Ambiente. Minc vai substituir Marina Silva, que pediu demissão do cargo nesta terça-feira alegando incompatibilidade entre a agenda econômica e a política ambiental do governo.

Após uma visita de duas horas à residência de Marina Silva, o secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do MMA, Luciano Zica, disse que ela está satisfeita com a indicação de Carlos Minc para assumir a pasta.

Perfil

Ativista, ecologista e escritor, Carlos Minc foi eleito deputado estadual seis vezes consecutivas. Minc tem sua atuação parlamentar voltada para temas como a defesa do meio ambiente, segurança pública, saúde no trabalho, ética na política e fiscalização orçamentária. Nascido em julho de 1951, no Rio de Janeiro, ele é casado e pai de dois filhos.

Divulgação
Carlos Minc é o novo ministro do Meio Ambiente
Líder estudantil, Carlos Minc participou ativamente contra a ditadura militar, sendo preso e exilado em 1969, aos 18 anos. Em seu retorno ao Brasil, com a Lei da Anistia, em 1979, Minc logo se destacou como ativista ecológico, incluindo as questões ambientais nas pautas parlamentares. Seu ingresso na política partidária se deu na fundação do Partido Verde, ao lado de outros ex-exilados atraídos pela questão ambiental, como Fernando Gabeira e Alfredo Sirkis.

Minc foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1986, em coligação com o PT, partido em que permanece até hoje. Em 1989, recebeu o Prêmio Global 500, concedido pela Organização das Nações Unidas (ONU) às pessoas que se destacam na luta pela defesa do meio ambiente.

Com 150 leis aprovadas, o político é recordista em aprovações na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Carlos Minc tem mestrado em planejamento urbano e regional pela Universidade Técnica de Lisboa e doutorado em economia do desenvolvimento pela Universidade de Paris I ¿ Sorbonne.


Leia mais sobre: ministério do Meio Ambiente  - Marina Silva

    Leia tudo sobre: marina silvameio ambiente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG