Os metroviários de São Paulo decidem nesta terça-feira, em assembléia, se farão greve a partir da próxima semana. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Wagner Gomes, presidente do sindicato, declarou ao jornal que "nenhuma forma de manifestação está excluída, inclusive a greve".

A categoria reivindica reajuste de 45% nos salários e aumento de 10% na participação dos lucros da empresa. Os metroviários querem também a recontratação dos funcionários demitidos na greve de agosto de 2007.

De acordo com a "Folha", o Metrô afirmou que está "aberto ao diálogo" e que as negociações com o sindicato têm "acontecido com tranqüilidade".

Leia mais sobre: Metrô

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.