Sinopse de imprensa - Medida provisória cria 268 novos cargos no governo federal

O governo aproveitou a medida provisória que transforma a Secretaria Especial da Pesca em ministério para criar mais 268 cargos comissionados em cinco pastas, na Secretaria Especial dos Direitos Humanos, ligada à Presidência, e no Banco Central. As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta quinta-feira.

Redação |

A maioria dos cargos instituídos na MP são para o Ministério da Pesca.

Segundo a publicação, o custo mensal dos novos cargos será de R$ 1,070 milhão, sem contar benefícios sociais, 13º salário dos novos funcionários e férias.

O ministro da Pesca, Altemir Gregolin, disse à "Folha" que foi informado da possibilidade de a MP ser retirada. Ele disse que não ficará preocupado se a criação do ministério for encaminhada ao Congresso por projeto de lei.

Ainda de acordo com o jornal, a MP, publicada ontem no "Diário Oficial", concede 27 gratificações para funcionários da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, que variam de R$ 472,18 a R$ 846,35.

Leia mais sobre: Governo federal

    Leia tudo sobre: governoministério

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG