Sinopse de imprensa - Grampos da PF atingem 64 mil telefones

A interceptação telefônica com ordem judicial atingia, no início de maio, pelo menos 5.813 aparelhos fixos e celulares no País, segundo números entregues pela PF à CPI do Grampo, no Congresso. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

De acordo com o jornal, conversas de 64 mil pessoas podem estar sendo gravadas apenas pela PF, se for considerada a estimativa do relator da CPI, Nelson Pellegrino (PT-BA), de que uma pessoa conversa rotineiramente por telefone com dez pessoas.

A CPI não tem estimativa sobre o número de interceptações em andamento nas polícias estaduais.

Ainda segundo a "Folha", o número citado, divulgado pela CPI, é o total de escutas autorizadas em 2007 nas diversas esferas do Judiciário. O cálculo, contudo, inclui prorrogações das interceptações, o que pode ter gerado uma distorção.

Pela lei, a interceptação pode ser prorrogada a cada 15 dias. Em tese, um mesmo telefone pode sofrer 48 autorizações judiciais em um ano.

Leia mais sobre: grampos

    Leia tudo sobre: cpigrampo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG