Sinopse de imprensa: Falha humana causou acidente da TAM, diz Cenipa

O relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) aponta que uma falha do piloto é uma das principais causas do acidente com o Airbus da TAM, no aeroporto de Congonhas, em 17 de julho de 2007. Na ocasião, 199 pessoas morreram, entre ocupantes da aeronave e funcionários de um prédio da companhia aérea que foi atingido. As informações são do jornal O Globo.

Redação |

Segundo o documento, a falha do piloto aconteceu por ele ter que pousar em uma pista com condições inadequadas. Para a investigação, a pista de Congonhas, que não possuía grooving (ranhuras para escoar a água) e estava escorregadia no dia, deixaram-lhe preocupado.

O comandante Kleber Lima disse três vezes nos cinco minutos que antecederam o acidente que o reverso direito (freio aerodinâmico) estava inoperante.

De acordo com o Cenipa, ao menos oito fatores contribuíram para que o comandante deixasse uma das manetes (alavanca que controla a potência do motor) na posição de aceleração durante o pouso. Só a manete esquerda foi colocada na posição de reverse (freio).

A investigação apontou ainda que houve falhas em um alerta do avião, que avisa sobre a assimetria dos manetes. O Cenipa diz também que os dois comandantes do voo não estavam preparados para atuar como co-pilotos.

Conforme dados da caixa-preta do avião, o acidente seria evitado em 14 segundos caso o piloto puxasse o manete para o ponto morto. A TAM informou que não irá se manifestar até o término das investigações.

Leia mais sobre: acidente da TAM

    Leia tudo sobre: acidente da tamerropiloto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG