puxadinho de madeira - Brasil - iG" /

Sinopse de imprensa: Estado põe aluno em puxadinho de madeira

SÃO PAULO - Os alunos da Escola Estadual Professora Eulália Silva, no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, começaram as aulas com uma novidade. Onde havia a quadra de esportes foram improvisadas seis salas de aula feitas de madeirite, aquelas folhas de madeira usadas para cercar obras. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿

Redação |

As aulas de educação física, a partir de agora, serão ministradas em um pátio interno da escola, inadequado à prática de esportes de quadra -o pé direito é baixo e a área é pequena.

Nesta segunda-feira, as salas de madeirite não estavam prontas. Operários pintavam as paredes e fixavam as telhas de brasilite. O mobiliário escolar continuava empilhado. Não havia lousas.

Segundo a diretora Tânia Lucia dos Santos Escaler, 44, tudo deverá estar pronto nesta terça-feira quando devem começar as aulas dos 504 alunos de 1ª a 4ª séries, que serão alojados no "puxadinho".

A construção de alvenaria da escola tem 30 anos. Dispõe de 12 salas de aula. Mas o número é insuficiente para os 2.000 alunos dos ensinos fundamental e médio (há ainda uma classe para deficientes auditivos).

Leia mais sobre: escolas

    Leia tudo sobre: escola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG