SÃO PAULO - Os alunos da Escola Estadual Professora Eulália Silva, no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, começaram as aulas com uma novidade. Onde havia a quadra de esportes foram improvisadas seis salas de aula feitas de madeirite, aquelas folhas de madeira usadas para cercar obras. As informações são do jornal ¿Folha de S. Paulo¿

As aulas de educação física, a partir de agora, serão ministradas em um pátio interno da escola, inadequado à prática de esportes de quadra -o pé direito é baixo e a área é pequena.

Nesta segunda-feira, as salas de madeirite não estavam prontas. Operários pintavam as paredes e fixavam as telhas de brasilite. O mobiliário escolar continuava empilhado. Não havia lousas.

Segundo a diretora Tânia Lucia dos Santos Escaler, 44, tudo deverá estar pronto nesta terça-feira quando devem começar as aulas dos 504 alunos de 1ª a 4ª séries, que serão alojados no "puxadinho".

A construção de alvenaria da escola tem 30 anos. Dispõe de 12 salas de aula. Mas o número é insuficiente para os 2.000 alunos dos ensinos fundamental e médio (há ainda uma classe para deficientes auditivos).

Leia mais sobre: escolas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.