SINOPSE DE IMPRENSA: Cervejarias doaram mais de R$ 2 milhões a deputados

SÃO PAULO - Um em cada cinco deputados federais está ligado a empresas com interesses contrários à regulamentação da publicidade de cerveja. Dos 513 parlamentares, 87 têm concessões de rádio e televisão e/ou receberam doações de campanha da indústria de bebidas e de comunicação. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Redação |

Nesta semana, o projeto que restringe a propaganda de bebidas com baixo teor alcoólico, inclusive a cerveja, entre as 6h e as 21h em rádio e televisão, foi retirado da pauta de votações da Câmara , a pedido do governo, após resistência de líderes partidários.

Segundo o jornal, há mais de um mês representantes da indústria de cerveja e de emissoras de rádio e TV vão ao Congresso quase diariamente para fazer lobby pela derrubada da proposta do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, de restringir propaganda de bebidas alcoólicas.

Segundo levantamento da "Folha" a partir de dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 33 deputados eleitos tiveram parte da campanha eleitoral de 2006 financiada pela indústria de cerveja. Eles receberam R$ 2.130.120.

As maiores doadoras foram a Schincariol e a Fratelli Vita, controlada pela AmBev, dona de marcas como Brahma e Antarctica. No ano passado, o PT também recebeu R$ 375 mil da cervejaria Petrópolis.

Leia mais sobre: bebidas

    Leia tudo sobre: bebida alcoolica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG