Os estados, municípios e o governo federal promoveram um forte aumento no número de cargos de confiança nos últios cinco anos: eles passaram de 470 mil no início de 2004 para 621 mil atualmente, uma alta de 32%. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Os cargos de confiança são os chamados comissionados, que podem ser ocupados por servidores públicos de carreira ou por funcionários de fora do serviço público.

O tema foi citado nesta semana por dois ministros. Mangabeira Unger, da pasta de Assuntos Estratégicos, sugeriu que os comissionados sejam substituídos por funcionários de carreira. Já a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Roussef afirmou que o Brasil deve instituir meritocracia e profissionalismo no serviço público.

A velocidade de criação de cargos de confiança foi maior do que a de vagas no funcionalismo público, o que fez com que os comissionados tenham passado a ocupar uma fatia maior dos trabalhadores nos governos nos últimos cinco anos.

Leia mais sobre funcionalismo público

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.