Sinopse de imprensa: Brasil registrou 489 surtos de doenças no últimos dois anos

SÃO PAULO - O Brasil registrou 489 surtos e emergências em saúde pública nos últimos dois anos. Os dados são do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) e incluem casos de doenças transmitidas por insetos ou por alimentos contaminados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo de domingo.

Redação |

O Cievs foi criado em 2006 e funciona 24 horas em uma sala do Ministério da Saúde, em Brasília. A unidade monitora todas as situações inusitadas de saúde e os males que não se sabem as origens.

No momento, o centro acompanha a epidemia de dengue no Rio de Janeiro. "No ano passado, apesar de o País também ter registrado epidemias, com estimativa de mais de 500 mil casos de dengue, não houve a letalidade da atual explosão dos casos no Rio de Janeiro", afirmou o secretário-adjunto de Vigilância em Saúde, Fabiano Pimenta.

Conforme o jornal, em 2006 o Cievs acompanhou 189 surtos e emergência, com 74 óbitos registrados. O estado de Sergipe foi o único que não relatou casos inusitados. No entanto, isso não significa que eles não tenham ocorrido. Em 2207, foram 300 casos investigados com cerca de 22 mil pessoas envolvidas.

A unidade tem acompanhado mortes de animais que podem alertar sobre doenças em circulação e enchentes que trazem o risco de algumas enfermidades, como leptospirose.

O Cievs calcula que neste dois anos de atuação mais de 400 mil pessoas tenham sido afetadas diretamente pelos surtos.

Leia mais sobre: Cievs

    Leia tudo sobre: cievs

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG