Sinopse de imprensa: Administrador é preso acusado de abusar de menina de 10 anos

SÃO PAULO - O administrador de empresas Jacques DArc Cristiane Elias e Silva, 46, foi preso na zona sul de São Paulo sob suspeita de praticar atentado violento ao pudor e tentar estuprar uma menina de dez anos que jogava malabares em um cruzamento. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

Segundo a polícia, o suspeito convenceu a menina a entrar em seu carro oferecendo um lanche. Ele foi flagrado por PMs que patrulhavam o local.

O advogado de Silva nega o crime e disse que seu cliente foi vítima de armação da polícia.

Segundo o tenente Filipe Pinhole Cardoso, do 34º Batalhão da PM, a menina contou que foi abordada anteontem à noite perto de um semáforo na avenida Bandeirantes. Para convencê-la a entrar no carro -um Renault Logan-, Silva teria oferecido um lanche e R$ 20.

Ainda segundo o relato da garota aos policiais, Silva dirigiu até a rua Kansas. Lá, ele abaixou o banco do carona e a convenceu a praticar sexo oral.

Segundo a polícia, Silva se preparava para estuprá-la quando percebeu a aproximação de PMs em motos. "Ele tentou sair dirigindo, mas os policiais o abordaram. A menina saiu do carro com a saia levantada e ele desceu se vestindo", disse o tenente.

O delegado João Batista Araújo, do 96º DP (Brooklin), disse que Silva se despiu na delegacia, a pedido dos policiais, e ainda usava um preservativo.

Silva foi indiciado por atentado violento ao pudor e tentativa de estupro.

Conselheiros tutelares relataram que a garota disse se sentir culpada pelo abuso e ficará num abrigo até que a Vara de Infância e Juventude decida se será devolvida a parentes.

Leia mais sobre: estupro

    Leia tudo sobre: estupro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG