Sinopse de imprensa: 1/3 dos senadores é alvo de inquérito ou ação na Justiça

BRASÍLIA - Um terço dos senadores é alvo de inquéritos, ações penais no STF (Supremo Tribunal Federal) ou acusações de irregularidades eleitorais ou cíveis. Levantamento feito pelo jornal ¿Folha de S. Paulo¿ nos dados de diversos tribunais do País aponta que 27 dos 81 senadores do Brasil enfrentam algum caso na Justiça.

Redação |

Dos 27 senadores com ocorrências na Justiça, dez são da oposição e 17, da base aliada. O partido com maior número de senadores citados na Justiça é o PMDB, oito de uma bancada de 19 congressistas (42%).

Alvos na Justiça, alguns senadores ocupam a presidência ou a vice-presidência de importantes comissões do Senado. Em alguns casos, a área de atuação tem relação com as acusações imputadas a eles.

Wellington Salgado é alvo de inquérito sob acusação de crime contra a ordem tributária e apropriação indébita previdenciária e é vice-presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Segundo a reportagem, um processo contra o presidente da Comissão de Serviços de Infraestrutura, Fernando Collor (PTB-AL), trata de falsidade ideológica, peculato, tráfico de influência e corrupção ativa.

Já o tucano Eduardo Azeredo (MG), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, foi denunciado pela Procuradoria Geral da República por envolvimento no mensalão mineiro, suposto esquema de desvio de verba ocorrido em 1998.

Leia também

Leia mais sobre crise no Senado


    Leia tudo sobre: justiçasenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG