Sinopse da imprensa: quatro em cada dez filhos não foram planejados

SÃO PAULO ¿ Pesquisa Datafolha sobre fecundidade aponta que mais de 50 anos depois da pílula anticoncepcional, quatro em cada dez gestações ocorridas no País não são planejadas. E, apesar de isso acontecer com mais freqüência entre os mais jovens (56%) e os mais pobres (44%), 34% das pessoas que estão no topo da pirâmide social tiveram filhos sem planejar. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Redação |

A demógrafa Suzana Cavenaghi, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas, do IBGE, explica que não se deve confundir gravidez não-planejada com não-desejada. É diferente porque pode-se desejar ter o filho após saber da gravidez, afirma.

Já Cristiane Cabral, pesquisadora do Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos, lembra que esses percentuais seriam ainda maiores se fossem consideradas gestações que acabaram em aborto, que não foram contabilizadas pela pesquisa.

A Datafolha perguntou também a pais e mães: se pudesse voltar o tempo, você teria o mesmo número de filhos, mais, menos ou nenhum? A maioria dos entrevistados (60%) afirmou que fariam escolhas diferentes: 24% teriam menos filhos, 21% teriam mais e 15% não teriam filhos.

A pesquisa mostra que os brasileiros têm cerca de 2,8 filhos.  Na população com renda familiar inferior a dois salários mínimos, essa média chega a 3,1. Quem possui renda superior a dez salários mínimos, fica em 2,0. Pessoas com quatro filhos ou mais são minoria em todas as classes pesquisadas.

Leia mais sobre: filhos

    Leia tudo sobre: filhos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG