Sinopse da imprensa: Metrô de SP é mais lotado que o de Tóquio

A superlotação no metrô de São Paulo já atinge níveis até 50% acima do limite aceitável de conforto dos usuários, superando a situação das redes sobre trilhos mais movimentadas do mundo, como Tóquio e Moscou. A informação é do jornal ¿Folha de S. Paulo¿.

Redação |

Segundo a reportagem, na linha 3-vermelha (Leste/ Oeste), a mais movimentada, o número de passageiros por m² nos vagões subiu de 7,5 nos picos das manhãs de 2005 para 9 por m², desde 2007 ¿ sendo que o ideal era que abrigassem no máximo, 6 passageiros por m2.

Segundo levantamento do consultor Peter Alouche, que trabalhou mais de 30 anos no metrô de São Paulo, enquanto o metrô paulista teve em torno de 10 milhões de passageiros por quilômetro de linha no último ano, em Tóquio a média foi de 8,3 milhões. A piora no aperto dentro dos trens se repete no restante do sistema e contribui com os atrasos dos mais de 2 milhões de clientes diários do metrô.

O desconforto do metrô de São Paulo se reflete na avaliação que a população faz do transporte. A última pesquisa Datafolha mostrou que atualmente, 15% consideram o sistema ruim ou péssimo. Não é alto, mas é o pior índice desde 1997. A aprovação caiu de 65%, há quatro meses, para 54%.

A pesquisa foi realizada com 1.089 entrevistas e margem de erro de três pontos para mais ou para menos, entre 25 e 26 de março.

    Leia tudo sobre: metrô

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG