Sindicatos decidem nesta sexta-feira sobre fim da greve nos Correios

SÃO PAULO - A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) aguarda as assembleias da categoria em vários Estados, que serão realizadas nesta tarde, para saber se será encerrada nesta sexta-feira a greve dos funcionários da estatal, que começou na quarta-feira passada.

Agência Estado |

Até esta quinta, 14 sindicatos haviam aceitado a proposta da empresa e encerraram a paralisação, entre eles o sindicato da cidade de São Paulo, o maior do País.

Para que seja decretado o fim da greve é necessário que mais quatro sindicatos aprovem a proposta da ECT, que é de reajuste salarial de 9%, válido por dois anos, e acréscimo de R$ 100 ao salário-base, além de aumento no valor do vale-refeição.

Segundo dados desta sexta da ECT, a adesão à greve está em 4% de um total de 109 mil funcionários. Por causa da paralisação, 48,8 milhões de correspondências e 300 mil encomendas estão retidas nos centros de distribuição dos Correios. Também continuam suspensos os serviços de entrega com hora marcada, como Sedex 10, Sedex Hoje e Disque Coleta.

Os sindicatos que já votaram a favor da proposta da ECT são: Acre, Bahia, Bauru (SP), Juiz de Fora (MG), Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Maria (RS), Santos e São Paulo.

Leia mais sobre: Correios

    Leia tudo sobre: correiosgrevesalário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG