SÃO PAULO - A promotoria de Justiça da Cidadania solicitou, nesta sexta-feira, a instauração do processo movido contra o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). O processo é resultado de ação civil pública movida pela promotoria contra o sindicato em 1999, por uma passeata e manifestação que interditou a avenida Paulista.

Segundo a promotoria, à época não houve "comunicação prévia ao poder público para efeito de providências com desvios alternativos no trânsito, o que causou grandes transtornos a população".

A Justiça deu ganho de causa ao MP, a sentença já é definitiva, não havendo mais recursos. A Apeoesp deverá pagar R$ 156.410,64 no prazo de 15 dias. O valor deverá ser depositado no Fundo Estadual dos Interesses Difusos Lesados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.