Simpósio discute novos exames que podem evitar transplantes do coração

O 6º Simpósio Internacional Einstein de Cardiologia, que acontece amanhã e sábado, em São Paulo, destacará os novos tratamentos e diagnósticos em cardiopatias, entre eles um aparelho que identifica os vários tipos de dissincronia cardíaca e pode, a partir do diagnóstico, dispensar o transplante do coração. O Ecocardiograma Tridimensional Transesofágico é capaz de fazer o diagnóstico preciso desse problema e possibilitar a implantação de um marca-passo biventricular adequado ao perfil da arritmia do paciente, segundo informações do Hospital Israelita Albert Einstein.

Agência Estado |

Assim, em casos de identificação precoce, um transplante pode até ser dispensado. A terapia de ressincronização cardíaca, por meio de marca-passo biventricular, é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde.

Durante o simpósio também será apresentado um quadro sobre a Doença Arterial Obstrutiva Periférica, cujo problema mais comum é a má irrigação de sangue para as pernas. Quando diagnosticado precocemente, o impacto da doença pode ser reduzido, já que ela pode causa enfarte e acidente vascular cerebral.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG