O senador Pedro Simon (PMDB-RS) fez uma comparação com os escândalos que envolvem o Senado atualmente com o episódio da CPI dos Anões do Orçamento, em 1993. Pena que ela (a CPI dos Anões do Orçamento) não continuou, porque o presidente que chegou, Itamar (Franco), proibiu que o trabalho continuasse, disse.

"Ali, cassamos 14 parlamentares, fizemos uma limpa naquela comissão, fizemos uma limpa pra valer. Acho que vamos ter coragem para fazer isso", continuou.

Simon avaliou que tem tido um comportamento leve em relação ao assunto. "Muitos têm dito que vão fazer justiça, mas tenho pavor de parecer o dono da verdade", afirmou, ressaltando que tem sido cobrado por amigos por não falar sobre o tema. Hoje, o jornal O Estado de S. Paulo denunciou que o neto do presidente do Senado, José Adriano Cordeiro Sarney, é um dos operadores do esquema de concessão de empréstimos consignados a servidores da Casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.