Show tributo a Michael Jackson em Viena é adiado para 2010

VIENA ¿ O grande espetáculo em homenagem a Michael Jackson, programado para o dia 26 de setembro, em Viena, foi suspenso hoje, e outro foi anunciado para junho de 2010, desta vez em Londres.

EFE |

Diante da enxurrada de críticas da imprensa internacional pela falta de artistas consagrados no show, o promotor austríaco Georg Kindel resolveu adiar o concerto.

O irmão mais velho de Michael, Jermaine Jackson, que também é co-promotor do evento, disse que o objetivo da celebração era abrir espaço para que artistas e fãs homenageassem o "rei do pop", morto em 25 de junho.

Entre os lugares que estão sendo cogitados para a realização do show na Inglaterra, Kindel destacou o estádio de Wembley, em Londres.

"Adiamos porque queremos contratar grandes estrelas para o concerto. Queremos fazê-lo do mesmo jeito que Michael faria", disse o irmão mais velho de Michael.

Jermaine lamentou as críticas que leu na imprensa nos últimos dias. Tanto a imprensa austríaca quanto a internacional chegaram a taxar o concerto de Viena de uma "farsa", por causa da falta de estrelas de primeira grandeza.

Só artistas considerados, pela crítica, como de segundo escalão, como US5, Akon ou Angela Basset, confirmaram presença em Viena, cujo espetáculo estava previsto para ocorrer no Palácio de Schönbrunn.

Outros, como Chris Brown, Mary J. Blige ou Natalie Cole chegaram a confirmar a participação, mas depois cancelaram.

Além disso, um Kindel visivelmente mal-humorado anunciou que quem comprou os ingressos pela internet ¿ cerca de 40 mil pessoas, segundo os organizadores ¿ será reembolsado totalmente.

A venda de entradas para o concerto de Londres, com data prevista para 5 de junho de 2010, começará em dezembro, quando devem ser anunciados os primeiros nomes do show.

A realização do concerto em homenagem a Michael Jackson tomou uma dimensão política na Áustria, pelo fato da Prefeitura de Viena ter prometido fornecer 600 mil euros à organização do recital.

O Governo social-democrata da capital foi duramente criticado pela oposição, por desembolsar dinheiro público para um concerto privado. Poucas horas antes de ser anunciada a suspensão do concerto, a Prefeitura de Viena voltou atrás na decisão de financiar o evento.

    Leia tudo sobre: festival de veneza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG