LONDRES ¿ A veterana cantora Shirley Bassey, que alcançou a fama mundial por sua interpretação dos temas mais conhecidos da saga de filmes do agente 007, lançará no próximo dia 9 de novembro The Performance, seu primeiro disco com músicas inéditas nas últimas duas décadas.

Segundo produtor do álbum, David Arnold, em entrevista ao jornal britânico "The Daily Telegraph", ele teve que convencer à diva, de 72 anos, que confiasse mais no seu talento e desistisse em seu afã de regravar os sucessos de outros artistas.

"Seguir com as versões e os duetos é como aceitar que Shirley Bassey não vale nada por si própria. É uma grande cantora e isso é algo que não existe em abundância hoje em dia", afirma Arnold.

A intérprete galesa, nomeada Dama do Império Britânico em 1999, começou no mundo da música quando com 15 anos de idade, convertida em "menina prodígio".

Em 1955 alcançou a fama no Reino Unido ao representar o papel protagonista no musical "Such is life", mas a explosão mundial veio em 1964, pelas mãos de "Goldfinger", tema histórico do filme homônimo da saga do agente britânico James Bond.

Esta foi a primeira vez em que Bassey emprestou sua voz à saga, colaboração que se repetiria com os temas originais de "007 - Os Diamantes São Eternos", em 1971, e de "007 contra o Foguete da Morte", em 1979.

No entanto, a partir da década dos 80, a discografia da galesa se limita a versões, duetos e coletâneas dos maiores sucessos de sua carreira.

Mas após ser recebida de forma calorosa pelo público do festival de Glastonbury (oeste da Inglaterra) há dois anos, ela começou a repensar na carreira e resolveu voltar a oferecer ao mundo sua inconfundível voz em temas inéditos.

Sua laureada atuação na última quarta-feira no ciclo de concertos "BBC Electric Proms" não fez mais que confirmar o interesse do público por descobrir que "a voz" de James Bond está longe de se aposentar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.