Shakira faz espanhóis esquecerem Amy Winehouse no Rock in Rio Madri

Carlos Gosch Arganda del Rey (Madri), 5 jul (EFE).- Todos esperaram com grande expectativa o show da britânica Amy Winehouse no Rock in Rio Madri, mas a colombiana Shakira, com uma trepidante apresentação que cativou os cerca de 75.

EFE |

000 presentes na Cidade do Rock de Arganda del Rey, foi, indiscutivelmente, a rainha da noite.

Shakira fechou o terceiro dia do festival com todo o público no bolso. A artista, que subiu ao palco cantando "Te dejo Madri", terminou de ganhar a platéia já no começo do espetáculo, com sua primeira saudação.

"Boa noite, campeões da Europa!", gritou a colombiana para delírio dos espanhóis, recém-camepões da Eurocopa.

Antes de o furacão latino encerrar as apresentações da noite, passou pelo Rock in Rio Madri a problemática Amy Winehouse.

A cantora britânica chegou em péssimo estado ao festival. Mas o público, que não esperava nada marcante e estava preparado para rir das excentricidades de Amy, não se decepcionou, embora tenha ficado um pouco frustrado com a voz deteriorada da intérprete.

Com um minúsculo vestido amarelo, a cantora abriu seu show com "Adicted", e na terceira canção já tinha virado uma taça de bebida e tirado os sapatos altos que usava.

Amy, de 24 anos, teve que se apoiar em seus nove eficientes músicos, sobretudo nos dois backing-vocals, para conseguir chegar ao fim da apresentação, durante a qual cantou os sucessos de seu segundo álbum, "Back to Black", e versões de Sam Cooke - "Cupid"- e do grupo The Specials - "A message for you, Rudy".

Pouco depois da meia-noite, Shakira subiu ao palco para conquistar o Rock in Rio Madri com seu rebolado e seu repertório explosivo, cantado do começo ao fim pela platéia.

Experiente, a colombiana, vestida com um colete generosamente decotado, fez todo mundo dançar por mais de uma hora com uma sucessão de hits, entre eles "Hips Don't Lie", com o qual encerrou sua performance por volta das 2h.

Antes de Shakira, os britânicos do Jamiroquai também fizeram os espanhóis suarem com um coquetel de funk, acid jazz e a característica voz de Jay Kay, responsável por tornar a Cidade do Rock de Arganda em uma grande discoteca ao ar livre.

Outra grande atração da noite, o trio galês Stereophonics, que abriu os shows do palco principal com um som contundente, tocou sucessos como "Have a Nice Day" e "Mr. Writer".

No Hot Stage, espaço para apresentações menores, quem mais chamou a atenção foram os cubanos do Orishas, que também elevaram a temperatura da noite.

O Rock in Rio Madri continua até domingo. Para amanhã, estão programados shows do The Police, da americana Suzanne Vega e do espanhol Alejandro Sanz. EFE cgm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG