Bogotá, 17 mai (EFE) - A cantora colombiana Shakira disse em entrevista publicada hoje em um meio local que os grandes shows que serão realizados hoje à tarde no México e na Argentina a favor da infância são um passo para melhorar a vida do continente. Sinto uma grande emoção de nos ver tão unidos, de fazer parte deste movimento que une tanta gente importante ao redor das crianças na América Latina. Uma causa que foi ignorada por muito tempo em nossas nações, expressou a artista colombiana ao jornal El Tiempo, de Bogotá.

A cantora e compositora considerou que os shows simultâneos na Cidade do México e em Buenos Aires, com a atuação de 27 artistas, incluindo ela mesma, pretendem "tocar e remover um pouco a consciência para que todos olhemos para onde estão as crianças".

Shakira lamentou que se fale "mais de segurança, desemprego ou infra-estrutura e pouco da infância", que, disse, deveria ser a "prioridade fundamental".

Ela explicou que decidiu promover causas sociais porque desde criança notou "que aquele que nasce pobre quase sempre morre pobre", o que, disse, causa "muita frustração e raiva".

"Em nossos países, nos acostumamos a nos conformar e a pensar que não merecemos mais, a crer que a educação e até sonhar é um luxo, mas isso deve ser mudado", expressou Shakira.

A cantora afirmou que conheceu crianças em regiões como as selvas colombianas do Chocó "que nunca tinham provado carne, (mas) que no entanto não deixam de sorrir".

Além de Shakira, cantarão na Argentina o espanhol Alejandro Sanz, o uruguaio Jorge Drexler, a mexicana Paulina Rubio, entre outros.

Já no México se apresentarão os porto-riquenhos Chayanne e Ricky Martin e o dominicano Juan Luis Guerra, além de outros astros. EFE gta/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.