Setor imobiliário doou mais a futuro secretário de Paes

O futuro secretário municipal de Obras do Rio, Luiz Antônio Guaraná (PSDB), é um dos vereadores eleitos que mais receberam recursos de construtoras, incorporadoras e administradoras de imóveis. Na prestação de contas da campanha de reeleição dele à Câmara dos Vereadores, quase 90% dos R$ 599 mil que arrecadou vieram de empresas do setor imobiliário.

Agência Estado |

O maior doador da campanha de Guaraná é a Catisa Empreendimentos e Participações, que doou R$ 200 mil. A Brascan Imobiliária doou R$ 75 mil para a candidatura dele.

Apesar de integrar o PSDB, que indicou o vice na chapa de Fernando Gabeira (PV), Guaraná ajudou na campanha de Eduardo Paes, de quem não se desligou quando o prefeito eleito trocou os tucanos pelo PMDB. Os dois começaram juntos na política no primeiro governo de Cesar Maia, em 1993. Paes foi subprefeito da Barra da Tijuca (zona oeste), região de maior expansão imobiliária da cidade, e Guaraná foi seu chefe de gabinete. Três anos depois, Guaraná assumiu o cargo com a saída de Paes. Ingressou na Câmara dos Vereadores desde 2000, onde direcionou suas ações para o urbanismo.

Procurado pela reportagem, ele não quis dar entrevistas alegando estar em reuniões com a equipe de transição. Sua assessoria informou que, para o vereador, as doações são naturais por causa de sua militância na área, mas não significam que as empresas influenciarão em suas ações na pasta ou no novo governo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG