Sete pessoas devem ser citadas como responsáveis pelo acidente com o Airbus A320 da TAM no relatório da Polícia Civil a ser encaminhado ao Ministério Público, segundo informações da Agência Brasil. O delegado Antonio Carlos Menezes Barbosa, coordenador da investigação sobre a queda do avião em 17 de julho de 2007, que deixou 199 mortos, no maior acidente aéreo do País, disse ontem que a responsabilidade deve ser partilhada por sete pessoas.

Os indiciados vão responder por lesão corporal culposa e homicídio culposo (sem intenção). As investigações, informou o delegado, apontam negligência e imprudência como causas do acidente, ocorrido no Aeroporto de Congonhas, localizado na zona sul da capital paulista. O inquérito do caso deve ser concluído em outubro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.