Sesc Av.Paulista traz peças inspiradas em fast food

O próximo final de semana é a última oportunidade para acompanhar o grupo Teatro Enlatado em sua mais recente performance, Drive-Thru, no Sesc Avenida Paulista, em São Paulo. Neste miniesptáculo, o consumidor (público) escolhe o monólogo a que quer assistir pelo número (atualmente o cardápio traz seis opções), paga um valor que não ultrapassa R$ 4 e é conduzido a uma pequena cabine de acrílico.

Agência Estado |

Lá, senta-se em um banquinho e, separado por um vidro, assiste a uma apresentação exclusiva e individual. Cada monólogo dura, em média, 4 minutos.

"Esse conceito nasceu da sensação de que tudo o que existe está pronto para ser consumido. De um jeito ou de outro tudo está aí para ser comprado", fala a atriz e produtora Fernanda Mandagará.

"O engraçado é que, de tanto frequentarem fast-foods, as pessoas já sabem como se comportar. Elas pedem pelo número, esperam ser atendidas, reparam em quem é a funcionária (atriz) do mês..."

Os monólogos em cartaz no drive-thru dos Enlatados são: Boca, interpretado por Márcio Dias (uma boca que, após um período em silêncio, começa a despejar seus palavrões); Urgência, com Daniela Gué (mulher à procura de um homem ideal); Quem?, defendida por Maíra de Grandi (sobre as vantagens de se perder a memória); Ela, vivida por Mariana Mantovani (que trata do fim de um relacionamento); Jardins, com Fernanda Mandagará (uma socialite entrevistada pelo Amaury Jr.); e Mães, de Márcio Dias (sobre o que um garoto pobre compraria para sua mãe).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG