Brasília - Servidores públicos federais de 25 Estados fazem nesta quinta-feira uma paralisação de 24 horas para exigir o cumprimento de acordos já firmados e a retomada das negociações salariais.

Os servidores reclamam que Lei Orçamentária Anual (LOA), já encaminhada ao Congresso Nacional, não prevê novos reajustes para o funcionalismo. Em Brasília, as manifestações ocorrem no Espaço do Servidor, ao lado do Ministério do Trabalho.

Neste momento, cerca de 100 servidores, segundo estimativa da Polícia Militar, fazem uma passeata pela Esplanada do Ministérios rumo ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Federais (Sindsep), entre as reivindicações estão a revisão das tabelas salariais, a aprovação de planos de carreira e o reajuste do auxílio-alimentação e da assistência à saúde, além da paridade de servidores aposentados e pensionistas com os da ativa.

O sindicato divulgará à tarde um balanço sobre a paralisação. Além das manifestações de hoje, estão previstos uma paralisação de 48 horas nos próximos dias 15 e 16 e um ato público em Brasília no dia 22, que poderá ter indicativo de greve por tempo indeterminado.

Leia mais sobre: servidores federais

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.