Servidores do TJ-SP ocupam Palácio da Justiça

Quatorze líderes de entidades representativas de servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) ocuparam hoje o salão principal do Palácio de Justiça, onde se reuniam 25 desembargadores do Estado em sessão de julgamento do Órgão Especial conduzida pelo presidente da instituição, Roberto Antonio Vallim Bellocchi. Os manifestantes insistiram que o presidente do TJ-SP os recebesse, depois do adiamento de cinco reuniões para discussão de reivindicações trabalhistas.

Agência Estado |

"Caso não nos receba, vamos cruzar os braços e ficar em greve como em 2004", ameaçou a representante da Associação dos Oficiais de Justiça do Estado de São Paulo (Aojesp), Yvone Barreiras, minutos antes da ocupação do salão, por volta das 15h30, referindo-se à ultima greve feita pelos servidores e que parou a Justiça estadual durante 91 dias.

Os servidores querem reposição salarial de 14,4%, plano de carreira, licença prêmio e outros benefícios. O presidente do TJ-SP conversou com os líderes das entidades e propôs analisar a reposição salarial. "Se ele não agir até a semana que vem, vamos ocupar de novo o palácio na próxima quarta-feira", ameaçou Yvone. Os manifestantes deixaram o Palácio cerca de 45 minutos após a ocupação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG