Servidores do Senado querem reajuste da Câmara

Na esteira do reajuste concedido aos servidores da Câmara, na semana passada, o Senado deve decidir hoje se vai dar aumento para seus servidores. Na Câmara, o acréscimo salarial foi de cerca de 15% para os servidores efetivos e de 33% para os comissionados.

Agência Estado |

O projeto aprovado pelos deputados na quarta-feira já está no Senado.

Primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI) afirmou que a maior dificuldade na escolha dos porcentuais do aumento é a de adequar os valores à reforma administrativa da Casa. "Temos de ajustar uma coisa à outra. O reajuste tem de ficar atrelado à reforma." Iniciada em maio, a reforma administrativa não saiu do papel nem mesmo com relação ao plano de carreira dos servidores, tido como essencial para a montagem de medidas sugeridas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O aumento de salários na Câmara foi aprovado pelos deputados na quarta-feira, em sessão noturna, às 23h55. A votação, simbólica, recebeu apoio dos líderes e durou menos de três minutos. Apenas o deputado Arnaldo Madeira (PMDB-SP) registrou seu protesto contra o projeto. A proposta também precisa ser aprovada pelo Senado para se transformar em lei. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG