Servidores da Saúde vão acampar em secretaria de SP

O Conselho de Delegados Sindicais de Base do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo (Sindsaúde-SP) aprovou hoje a realização de uma vigília na Secretaria Estadual de Gestão Pública, no centro de São Paulo, em protesto contra a morosidade na negociação salarial da Saúde. Cerca de 100 trabalhadores da área, delegados sindicais e diretores do sindicato, munidos com barracas e sacos de dormir, vão acampar na secretaria.

Agência Estado |

Segundo o SindSaúde-SP, os trabalhadores da saúde decretaram estado de greve em assembléia realizada em 11 de abril e entregaram a definição das estratégias de luta ao Conselho de Delegados. Avaliando as pressões e as ameaças a que estão submetidos os trabalhadores nas unidades de saúde, de acordo com o sindicato, optou-se pela vigília.

O presidente do SindSaúde-SP, Benedito Augusto de Oliveira, faz questão de ressaltar o caráter pacífico da ação. "Não pretendemos impedir o trabalho da Secretaria de Gestão Pública ou demais órgãos que funcionam no mesmo prédio. Queremos tão somente o avanço efetivo na negociação", afirmou em nota. A expectativa do SindSaúde-SP é a de que o governo apresente uma proposta de aumento salarial o mais rápido possível.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG