Cerca de 1.500 funcionários da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) realizam hoje uma passeata em protesto contra a demissão de 900 trabalhadores não concursados da companhia.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema), os trabalhadores foram admitidos entre outubro de 1988 e março de 1992 e estão ameaçados de demissão.

O grupo se reuniu na Avenida do Estado, em frente à Sabesp da Ponte Pequena, e seguiria em passeata até a Praça da República, onde planejava se reunir com movimentos sociais e organizações para um grande ato público, de acordo com o sindicato. De acordo com a Polícia Militar, os manifestantes estavam, por volta das 11h30, em frente à estação Armênia do Metrô e ocupavam uma faixa de rolamento da via, com apoio de um carro de som.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.