Servidores da Guarda Civil Metropolitana fazem manifestação em São Paulo

SÃO PAULO - Cerca de 200 servidores da Guarda Civil Metropolitana (GCM), em greve há quatro dias, fazem uma manifestação na manhã desta sexta-feira no Viaduto do Chá, região central de São Paulo.

Redação com Agência Estado |

    De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego, o protesto não causa bloqueios nem lentidão no local.

    Os guardas civis exigem reajuste do salário-base da categoria, implantação de um plano de carreira e aumento do porcentual de gratificação. O envio à Câmara de um projeto de lei de autoria do  prefeito de São Paulo Gilberto Kassab para dar abono a policiais que trabalhem para a Prefeitura acirrou o embate com os guardas civis. A proposta foi aprovada na última quarta-feira pelos vereadores por unanimidade.

    Nesta quinta-feira, Kassab disse que não vai negociar com os servidores enquanto eles estiverem em greve.

    De acordo com o Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos da Cidade de São Paulo (Sindguarda), 800 guardas - cerca de 70% do efetivo da categoria - aderiram à greve, mas a Secretaria Municipal de Segurança Urbana afirma que a paralisação não ocorre nas proporções divulgadas pelos grevistas.  

    Leia mais sobre: greve

      Leia tudo sobre: greveguarda municipal

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG