O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), sobrevoa de helicóptero, na tarde desta quinta-feira, regiões da Grande São Paulo alagadas depois da chuva desta madrugada. De acordo com a assessoria do governador, ele sairá do Palácio dos Bandeirantes, mas ainda não há informações sobre o roteiro que deve seguir e se fará paradas pelo caminho.

Pouco antes das 17 horas, Serra informou em sua página no twitter que percorreria as áreas de enchentes. "Vou acompanhar o trabalho de todo o nosso pessoal", escreveu. A chuva da última madrugada provocou a morte de oito pessoas na Grande São Paulo, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

O governador disse que, para os especialistas, 2010 tem sido um ano "anômalo" em matéria de chuva. "A média histórica de chuvas na bacia do Alto Tietê em janeiro é 240 milímetros. Até hoje choveu 340 milímetros."

O excesso de chuva foi o motivo alegado hoje pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), para as enchentes desta quinta-feira. Afiliado político de Serra, Kassab atribuiu o caos na cidade também à falta de planejamento urbano e à ocupação desordenada da cidade.

Internautas têm usado o twitter desde a madrugada para cobrar providências do governador e do prefeito - que não tem perfil na rede de relacionamento - a respeito dos alagamentos. Serra iria a Jaboticabal hoje à tarde, entregar ônibus escolares e inaugurar uma estrada vicinal, mas cancelou os compromissos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.