Serra só anuncia candidatura em 2010, diz tucano

O presidente do PSDB em São Paulo, deputado federal Mendes Thame, afirmou hoje que não tem dúvida de que o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), anunciará sua candidatura à sucessão no Palácio do Planalto apenas no ano que vem. O parlamentar, que participa da Conferência do Clima, em Copenhague, ressaltou que o anúncio deve ser feito no primeiro trimestre de 2010.

Agência Estado |

"A probabilidade é de que seja no primeiro trimestre de 2010", completou.

Thame ressaltou que a desistência do governador de Minas Gerais, Aécio Neves, da pré-candidatura à Presidência da República em 2010, anunciada nesta tarde, não deve pressionar Serra a assumir o posto de candidato do partido. O parlamentar afirmou que um anúncio neste momento seria "precipitado" e prejudicaria sua atuação à frente do Palácio dos Bandeirantes. "Na hora em que um governador anuncia que é candidato, a cobrança por fazer a pré-campanha fica insuportável. Prejudica o governo estadual e o Estado. Um workaholic como o Serra ficaria doente", brincou.

O deputado disse que o anúncio do nome tucano que concorrerá à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é uma decisão particular de Serra ou Aécio, mas da legenda como um todo. De acordo com ele, a desistência de Aécio da pré-candidatura e o lançamento do nome de Serra à disputa "são processos diferentes e dissociados". "O anúncio não implica que o PSDB será obrigado a anunciar o Serra como candidato. O momento do anúncio é outro", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG