Serra se nega a comentar processo contra Azeredo

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), se recusou a comentar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que abriu ontem processo criminal contra o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG). Eu não vou comentar esse assunto, afirmou o governador.

Agência Estado |

Questionado novamente, explicou: "Porque não quero". Ele participou hoje da inauguração de um curso profissionalizante de uma escola técnica estadual em Birigui, no interior do Estado.

Questionado sobre o que ele achava dos municípios que recorreram à Justiça para impedir a construção de presídios, respondeu que a única maneira de acabar com a superlotação é construindo presídios. Antes de ir embora, no entanto, ao cumprimentar o prefeito de Catanduva, Afonso Macchione Neto (PSDB), que viajou mais de 200 quilômetros para acompanhar a visita de Serra, reclamou: "Isso é ingratidão, você foi ingrato".

Sem jeito, o prefeito explicou que Serra referiu-se ao fato de moradores de Catanduva terem entrado na Justiça contra a construção de um dos presídios no município. "Ficou parecendo que o município é obrigado a aceitar, mas isso não vai afetar nossa relação. Não vamos polemizar", afirmou o prefeito. Serra virou as costas e entrou na van que o levaria para outro compromisso sem responder aos cumprimentos do colega tucano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG