O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), informou esta noite que não se reuniu hoje com o delegado-geral da Polícia Civil, Domingos Paulo Neto, no Palácio dos Bandeirantes. A negativa foi repassada à Agência Estado pela assessoria de imprensa do governador.

No final da tarde de hoje, o encontro havia sido confirmado pela Agência com a própria assessoria do governador.

De acordo com a assessoria, Paulo Neto esteve no Palácio para conversar com o secretário estadual de Comunicação, Bruno Caetano. Segundo a assessoria da secretaria, a equipe de Comunicação se reuniu com o delegado para avaliar a repercussão do evento de divulgação dos dados de criminalidade de 2009, feito ontem pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Paulo Neto foi o porta-voz do anúncio. De acordo com a secretaria de Comunicação, esses encontros com integrantes de governo são uma rotina do trabalho da pasta e as conclusões das reuniões são exclusivas para uso interno.

O delegado-geral chegou à sede do governo estadual no momento em que Serra era esperado para um evento da Secretaria da Educação, no Salão dos Despachos. Paulo Neto aguardou entre os convidados até que foi chamado por assessores do governo para entrar na área que dá acesso à Secretaria de Comunicação - e ao gabinete do governador.

Serra deixou o evento sem falar com a imprensa. De acordo com a assessoria do governador, a pressa foi causada pela agenda de audiências prevista para hoje, que já estaria atrasada. Os dados da SSP divulgados ontem mostram um aumento de 39% no número de sequestros no Estado, 14% no de latrocínios e 3% no de homicídios de 2008 para 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.