Serra lança desconto na tarifa da madrugada em trens

O governador José Serra (PSDB) participou na madrugada desta segunda-feira do lançamento da tarifa do madrugador, que oferece desconto no preço da passagem para quem utiliza os trens do Metrô entre as 4h40 e 6h e os da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) das 4h às 5h20. Nesses horários, o valor passou a ser R$ 0,20 mais baixo do que o praticado ao longo do dia.

Agência Estado |

AE
Serra faz viagem de metrô na primeira madrugada de tarifa mais barata
Serra faz viagem de metrô na primeira madrugada de tarifa mais barata

Por uma viagem de trem ou metrô, o usuário pagará R$ 2,35. Na integração com o ônibus, a tarifa terá um custo final de R$ 3,60. "Estamos dando uma cobertura para quem viaja mais cedo", disse o governador, que durante a madrugada participou de uma viagem de trem de 23 minutos, que saiu da estação do Brás e foi até Guaianazes, onde Serra deu uma entrevista coletiva.

Durante a entrevista, ele negou que a tarifa do madrugador seja uma tentativa de desviar a atenção do aumento do preço da passagem unitária do metrô e da CPTM de R$ 2,40 para R$ 2,55, em vigor desde o mês passado.

Para ser atendida pela tarifa do madrugador, a pessoa tem de usar o bilhete único comum e a catraca cobra automaticamente o valor reduzido nos horários estabelecidos, de segunda a sexta-feira. O desconto não vale para os usuários de vale-transporte, cartão fidelidade e bilhetes lazer da CPTM e do metrô.

Para quem usa só o metrô ou o trem metropolitano, há o cartão fidelidade, que pode ser carregado com créditos de oito viagens, por R$ 19,60; 20 viagens, por R$ 47, ou 50 viagens, por R$ 112,50. Nos finais de semana, a alternativa é o bilhete lazer, no qual dez viagens saem por R$ 21,50.

Serra também visitou a nova central de monitoramento da CPTM, que passou a operar a partir de hoje. Ela garante o acompanhamento em tempo real do movimento das 89 estações do sistema, geradas por 1.578 câmeras, 24 horas por dia. A sala está instalada junto ao Centro de Controle Operacional (CCO) no Brás e o sistema fica diretamente ligado ao CCO do Metrô e ao Centro de Operações da Polícia Militar (Copom).

São 14 postos de trabalho e uma equipe de 42 agentes, que se revezam em três turnos. Foram instalados seis monitores de 42 polegadas - um para cada linha da CPTM, com capacidade de visualização simultânea de 32 imagens cada - e um monitor exclusivo para as denúncias via SMS recebidas pelo celular 7150-4949, uma estação de trabalho que acompanha a situação de todo o sistema e alarmes via rede para outro centro de segurança.

Entre as novidades, a central traz um software que detecta movimento em áreas restritas por meio de uma câmera selecionada e imagens criptografadas, que não podem ser editadas ou alteradas.

Leia mais sobre: transporte

    Leia tudo sobre: transporte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG