Embora tenha reiterado que a entrega de obras no interior do Estado faça parte dos compromissos de governo e de sua atual função, o governador de São Paulo, José Serra, reconheceu que, perto das eleições presidenciais, essas atividades podem ser confundidas com uma agenda eleitoral. Isso é meio inevitável.

Agora, na verdade, sempre fui para o interior todas as semanas fazendo inaugurações", disse hoje o governador e pré-candidato do PSDB à Presidência, em visita à Itatinga para a entrega de dois viadutos na pista oeste da Rodovia Castelo Branco.

"A gente sempre faz (visitas), porque tem o dever de estar presente, junto à comunidade, conversar com as pessoas, ver, sentir o Estado. É uma maneira de sentir toda aquela região, toda aquela área que a gente governa", disse Serra. O governador disse que não vai deixar de estar presente nas diferentes cidades da região durante o período em que puder comparecer. "Claro que nas proximidades das eleições isso pode ser visto de uma outra óptica, mas eu não vou deixar de fazer o trabalho de governador porque, sinceramente, não estou fazendo um trabalho eleitoral", disse ele.

Serra não quis falar sobre sua pré-candidatura nem sobre a proximidade da data em que terá de deixar o cargo para concorrer à Presidência. "Não é resistência nenhuma, é que nós estamos fazendo trabalho de governo e eu não misturo com eleição. Seria um erro. Vocês (jornalistas) adorariam que eu falasse de eleição, mas no dia seguinte, vocês iam ver a dor de cabeça que daria. Não para vocês", afirmou o governador.

Apesar de fazer questão de dizer que o encontro não teve tom eleitoral, o governador foi ovacionado quando o deputado federal Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) deu seu apoio ao que chamou de um "trabalhão" mais amplo de Serra. "Eu quero que o governador Serra possa completar outras coisas que foram começadas e nunca foram terminadas a nível de (sic) Brasil", afirmou Pannunzio. O prefeito de Itatinga, Ailton Faria (PSDB), manteve o mesmo tom e disse em seu discurso desejar que Deus ilumine o futuro de Serra. "Espero que o senhor possa fazer ainda mais por esse Brasil".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.