Serra inaugura piscinão e evita falar de escândalo do DF

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), evitou hoje comentar o escândalo envolvendo o Democratas (DEM), aliado de seu partido, no Distrito Federal. Já falei duas vezes sobre o assunto, disse, encerrando a questão quando questionado pela imprensa.

Agência Estado |

Serra inaugurou hoje a primeira fase do piscinão Anhanguera, em Pirituba, zona oeste da capital, obra que deverá ser concluída apenas em julho de 2010.

Na ocasião, também foi assinado convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF) para a transferência de recursos do Orçamento Geral da União para a canalização de 4,5 quilômetros do Ribeirão Vermelho, em Osasco. Serão investidos R$ 44 milhões, dos quais R$ 38 milhões de recursos federais.

Segundo o governador, há mais 5 piscinões sendo construídos, elevando para 49 o número total na Região Metropolitana. "Os piscinões já construídos permitem reter mais de oito milhões de metros cúbicos de água, o equivalente a um Tietê cheio no perímetro urbano de São Paulo", disse.

A primeira fase entregue hoje tem capacidade para 110 mil metros cúbicos de água em uma área de 13,4 mil metros quadrados. Iniciada em novembro de 2007, a obra custou R$ 10,2 milhões. Em São Paulo, os bairros atendidos são Jardim Mutinga, Vila Piauí, Vila Marisa e Travessa da Anhanguera. A obra também atenderá os bairros de Rochdalle, Vila Ayrosa e Jardim Piratininga, em Osasco.

A segunda fase, para armazenar 50 mil metros cúbicos, vai custar R$ 6,2 milhões e inclui a canalização do Ribeirão Vermelho, com previsão de entrega em julho de 2010. Participaram da inauguração os prefeitos da capital, Gilberto Kassab (DEM), de Osasco, Emídio de Souza (PT), deputados estaduais e vereadores de ambos os municípios.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG