Serra ganha prêmio internacional por atuação em Saúde

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), recebeu hoje um prêmio da Organização Mundial da Família (WFO, da sigla em inglês), em Genebra, na Suíça, por seu trabalho a frente do Ministério da Saúde. Serra, virtual candidato tucano à Presidência da República em 2010, foi ministro de 1998 a 2002, no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Agência Estado |

A entidade homenageou também a princesa do Kuwait, Sheikha Al-Sabah, e a coordenadora da Fundação Cherie Blair pelas Mulheres, Cherie Blair. A WFO é vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU).

Em discurso, o governador relembrou feitos de sua gestão da Saúde, com destaque para o Sistema Único de Saúde (SUS), o Programa Saúde da Família e a emenda constitucional aprovada no governo FHC para a vinculação de recursos para a pasta. "A emenda previu a necessidade de uma lei, a ser aprovada até 2004, que enfrentasse eventuais problemas de financiamento que remanescessem", disse Serra. "Infelizmente isso ainda não aconteceu."

O tucano lembrou ainda os esforços do Ministério da Saúde para o declínio da mortalidade infantil, a ampliação da cobertura por vacinas, o acesso a transplantes, o tratamento e a prevenção da AIDS, a criação dos medicamentos genéricos e a luta pela quebra de patentes de remédios.

Antitabagista convicto, Serra fez questão de falar sobre a Lei Antifumo paulista, que passa a valer em 7 de agosto e proíbe o fumo em ambientes fechados. Ele citou sua iniciativa, quando ministro, de restringir a publicidade de cigarro e de obrigar a impressão de fotos alertando para os males do fumo nas embalagens do produto. "Tais medidas contiveram o avanço do tabagismo no Brasil e estão sendo complementadas neste ano, no Estado de São Paulo, onde sou governador, com a proibição total do fumo em lugares fechados."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG