Serra gaba-se de experiência no âmbito federal

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), reforçou hoje a estratégia de rememorar seus feitos do passado na esfera federal. O reforço ocorre no dia em que o tucano admite a possibilidade de ser candidato nas próximas eleições.

Agência Estado |

Se ontem, na inauguração de uma fábrica em Sorocaba (SP), Serra lembrou sua atuação como ministro do Planejamento, hoje gabou-se de suas ações como titular da Saúde no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Serra aproveitou o palco da inauguração de um centro de parto no Hospital Estadual de Sapopemba, na zona leste da capital paulista, para mostrar os seus méritos no âmbito nacional na área da Saúde. O tucano usou metade do tempo de seu discurso de sete minutos para citar realizações dele próprio como ministro da pasta. A plateia era formada por não mais que 90 funcionários do hospital.

"No ministério, fizemos um governo muito amplo de expansão das UTIs neonatais e tomamos medidas para multiplicá-las pelo Brasil afora", afirmou o presidenciável. "Assistimos também a uma queda significativa da mortalidade infantil e materna nos partos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ao longo daquele período", acrescentou.

O governador relembrou também a obrigatoriedade da oferta de anestesias para partos feitos pelo sistema público, a melhoria da remuneração dos profissionais pelo procedimento e a valorização das enfermeiras obstetras - tudo, segundo ele, realizado em sua gestão como ministro da Saúde.

Na entrevista coletiva, depois da inauguração, Serra ainda resgatou a experiência do programa Mãe Canguru. O projeto incentiva as mães a manterem próximo ao corpo o bebê nos dias seguintes ao parto para ajudar na recuperação dos recém-nascidos que apresentam problemas. "Não sei avaliar a quantas anda essa experiência. Desenvolvemos várias ações na época, principalmente no Nordeste, em Fortaleza e no Recife", destacou.

Questionado, o governador negou que a lembrança de realizações suas na esfera federal tenha vistas às eleições de outubro. "Não tem. Sempre fiz isso", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG