Serra faz corpo-a-corpo e diz que decisão fica para abril

Por Carmen Munari COTIA, São Paulo (Reuters) - Mesmo realizando um típico corpo-a-corpo de candidato no centro de Cotia nesta terça-feira, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), afirmou que a decisão sobre disputar a Presidência da República em 2010 só sairá em abril.

Reuters |

Afirmando não se sentir pressionado após a desistência do governador de Minas Gerais, Aécio Neves, à pré-candidatura, Serra retomou sua máxima de que só se preocupa em governar São Paulo.

"Temos ainda muito trabalho para fazer aqui em São Paulo. Estamos mergulhados nisso. Eleição é depois de abril. Eleição não vai se misturar com governo de jeito nenhum. A gente tem muita coisa para fazer", disse Serra durante discurso em inauguração de uma Escola Técnica Estadual (Etec) em Cotia, na região metropolitana de São Paulo.

Ao desejar boas festas ao público presente no evento, Serra previu que 2010 será um ano difícil.

"Desejo um belo 2010. 2010 vai ser um ano difícil. Mas dificuldade e beleza não são incompatíveis, pelo contrário, quando se combinam, tornam-se até interessantes", afirmou.

Apesar das insistentes negativas de Serra em assumir a candidatura, coube ao prefeito de Cotia, Carlão Camargo (PSDB), desejar vitória ao paulista.

"Quando o senhor estiver no ano que vem em Brasília, o Carlão estará lá", disse o prefeito.

Após a cerimônia, Serra, o secretário de Desenvolvimento de São Paulo, Geraldo Alckmin, o prefeito e deputados seguiram para o centro de Cotia onde o governador cumprimentou populares, tirou fotos e conversou com crianças, na maioria das vezes perguntando o time para que torciam. Ouviu muitos Corinthians, mesmo sendo palmeirense.

Serra tomou um copo de café com leite e ouviu gritos de "2010 é nosso" e "Tem que levar em 2010".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG