Serra fala sobre política e projetos sociais com Madonna

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), quer unir esforços com a estrela pop Madonna para expandir projetos sociais voltados a crianças na capital paulista. A intenção foi debatida em visita da cantora ao Palácio dos Bandeirantes nesta tarde, quando os dois conversaram também sobre a política brasileira.

Agência Estado |

O plano é o governo ceder o espaço de escolas estaduais em finais de semana, dentro do Programa Escola da Família, para que monitores da ONG de Madonna, a Success for Kids, façam atividades com as crianças de 8 a 12 anos. A parceria deve ser fechada ainda em 2010, disse Serra. "O trabalho dela é muito interessante, pois desenvolve em aulas semanais a autoestima e a capacidade de resolver problemas dos alunos", disse o governador.

Durante a conversa, Madonna fez perguntas sobre política a Serra, possível candidato do PSDB à Presidência. Questionado se a cantora havia perguntado sobre as eleições de outubro, o governador fez mistério. "Mais ou menos. Senão vão dizer que eu estou fazendo campanha, parece oportunismo."

Quando um repórter perguntou se Madonna quis saber se Serra seria candidato, ele respondeu: "Não. Não perguntou assim não." De acordo com o governador, a pergunta da diva foi "indireta".

O encontro entre o governador e a popstar durou 50 minutos. Ao chegar à sede do governo, Madonna foi recepcionada por mais de 100 funcionários do Palácio, que aguardaram a cantora no hall do prédio, em horário de trabalho. Com máquinas fotográficas em punho, os servidores saudaram a diva aos gritos. O governador não viu problema na 'escapada'. "Vem a Madonna visitar seu local de trabalho... Deixa eles curtirem."

Serra mostrou benevolência também com os fotógrafos - profissionais e amadores - que acompanhavam a saída da cantora, no hall. Segurando Madonna pela cintura, o governador posou para fotos ao longo de toda a faixa de isolamento e riu junto com a estrela, entre cochichos. "Madonna é ainda mais jovem pessoalmente", afirmou depois à imprensa. "É leve, descontraída e agradável."

Simpatia

Apesar de ter saído sem falar com os jornalistas, Madonna abusou da simpatia, acenando e sorrindo para o público. De acordo com Serra, ela foi questionada durante o encontro sobre seu objetivo de vida e respondeu: "Eu quero ajudar a humanidade, principalmente as crianças."

Madonna usava terno bege e sapato de salto fino no mesmo tom. Na mão, carregava um chapéu panamá. Os cabelos estavam presos e os olhos ficaram escondidos por trás de grandes óculos escuros marrons. Durante o encontro no gabinete do governador, ela tomou chá.

No pescoço, além de uma corrente com um pingente de chamsa, amuleto judaico, na saída da reunião, Madonna usava um colar de pérolas dado pela primeira-dama do Estado, Mônica Serra. Segundo Mônica, o "colar da vida" é usado em trabalhos com crianças e mulheres para divulgar a importância da prevenção ao câncer de mama.

O governador disse escutar as músicas de Madonna, apesar de não serem "da sua época", e afirmou ter uma predileção especial pelo filme dela "Corpo em Evidência". Serra aproveitou a oportunidade e convidou a cantora para assistir no Sambódromo do Anhembi o desfile das escolas de samba de São Paulo, que começa nesta sexta-feira. A diva ainda não respondeu ao convite.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG