Serra evita falar de eleição em SP após jantar com Lula

Num encontro cordial, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, receberam hoje o governador paulista José Serra (PSDB), patrocinador político da candidatura à reeleição de Gilberto Kassab (DEM) em São Paulo. Depois do encontro, Serra evitou falar da disputa na capital paulista, onde Kassab disputa o segundo turno contra a petista Marta Suplicy, da coligação Uma Nova Atitude para São Paulo (PT-PCdoB-PDT-PTN-PRB-PSB).

Agência Estado |

A uma pergunta se o presidente tinha comentado sobre o desempenho de Kassab, o governador afirmou: "O presidente tem simpatia pelo Kassab, é claro que (desempenho do prefeito nas urnas) surpreendeu". A pessoas próximas, o presidente Lula disse que a situação de Marta ficou "muito difícil" com a performance de Kassab no primeiro turno, quando o candidato da coligação "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC) conseguiu mais votos que a petista.

Serra contou que discutiu com Lula o problema do trânsito e do transporte coletivo, um dos principais assuntos nas eleições. O governador relatou que Lula demonstrou a "maior boa vontade" numa parceria para construir um "mergulhão", uma passagem subterrânea de trens sob a Estação da Luz, por baixo das plataformas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e da nova estação da Linha-4 do Metrô paulistano.

O projeto faz parte da obra do Ferroanel, uma linha ferroviária que eliminaria o transporte de cargas na superfície da região. O "mergulhão", orçado em R$ 560 milhões, seria financiado pela empresa concessionária e pelos governos estadual e federal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG