Os dois pré-candidatos do PSDB a presidente - governadores de São Paulo, José Serra, e de Minas Gerais, Aécio Neves - montaram uma ofensiva conjunta para resistir à pressão da cúpula do PSDB para antecipar a definição do tucano que vai disputar o comando do Planalto. O PSDB tem pressa de apresentar seu presidenciável ao eleitor e pressiona Serra para assumir logo que postula a cadeira do presidente Lula em 2010.

Para driblar dirigentes nacionais e estaduais que querem forçar uma definição em outubro, Serra e Aécio decidiram reagir e fincar pé no cronograma inicial. Cada um movido por suas próprias conveniências políticas, ambos trabalham para que a escolha se dê apenas em dezembro.

"Tenho conversado muito com o Serra. Temos uma estratégia comum e estamos muito afinados", afirmou Aécio, destacando que os dois se falam "várias vezes por semana por telefone". Eles foram as estrelas do quarto encontro nacional do PSDB, que levou tucanos de todos os Estados a Natal (RN) para discutir as propostas de educação e inclusão social que serão levadas aos palanques de todo o País no ano que vem. "A angústia de escolher um candidato é muito mais do Palácio do Planalto do que do Bandeirantes e do Palácio das Liberdades (que abriga o governo de Minas)", discursou Aécio. "Quem tem pressa é o governo; nós, da oposição, não temos", concordou Serra.

A direção partidária já identificou a resistência da dupla, mas não se dá por vencida. Com o apoio velado de tucanos paulistas e até de mineiros, dirigentes de vários Estados insistem na tese de antecipar a apresentação do candidato e apostam que será possível lançar em novembro, no máximo, o nome do tucano que disputará o Planalto em 2010. Nenhum dos dois quis assumir a candidatura, mas ambos comportaram-se como candidatos em campanha. Além de reafirmarem que estarão juntos, quem quer que seja o escolhido, os dois procuraram exibir a unidade não só no seminário como no restaurante regional em que o tucanato se reuniu para um almoço no meio da tarde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.