O candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, afirmou não se sentir confortável para comentar as declarações de Ciro Gomes (PSB) sobre a decisão do seu partido em apoiar a candidatura de Dilma Rousseff (PT)." / O candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, afirmou não se sentir confortável para comentar as declarações de Ciro Gomes (PSB) sobre a decisão do seu partido em apoiar a candidatura de Dilma Rousseff (PT)." /

Serra diz ter opinião, mas alega não estar confortável para falar sobre Ciro

http://images.ig.com.br/ult_us/selo_eleicoes.jpg align=leftO candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, afirmou não se sentir confortável para comentar as declarações de Ciro Gomes (PSB) sobre a decisão do seu partido em apoiar a candidatura de Dilma Rousseff (PT).

Severino Motta e Adriano Ceolin, iG Brasília |

"Não vou me pronunciar sobre isso. Como candidato e diante de situação de problema em outro partido, prefiro não opinar. Não é que eu não opinião, mas não me sinto confortável para comentar, disse Serra, após deixar a posse de Cezar Peluso como presidente do STF (Supremo Tribunal Federal).

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), afirmou que Serra achou legal Ciro Gomes (PSB) ter dito que ele está mais preparado para governar o País que Dilma Rousseff (PT). O senador e o ex-governador paulista conversaram sobre o assunto no começo da tarde desta quinta-feira.

Fiz um relato a ele sobre a entrevista. De fato, ele não tinha visto, disse. Serra achou legal Ciro ter dito que ele é capaz, mas preferiu não comentar nada em público para não parecer oportunista, completou o líder tucano. Virgílio acompanhou Serra numa entrevista à Rede Amazonas, realizada em um estúdio de TV em Brasília.

Após a entrevista, Serra conversou com os jornalistas, mas se negou a fazer comentários sobre as declarações de Ciro ao iG. O candidato tucano afirmou que estava se sentindo à vontade nesta pré-campanha. Ele negou que o fim da reeleição fará parte do seu plano de governo, apesar de dizer que é a favor da proposta.

Na avaliação de Virgílio, Ciro foi injustiçado pelo PT. Não foram leais com ele, disse. O líder tucano destacou que os elogios feitos a Serra. É relevante para o PSDB que uma liderança nacional com peso que tem Ciro Gomes reconheça a capacidade do nosso candidato para governar o Brasil, disse.

O líder do PSDB afirmou que temia muito mais Ciro como candidato que Dilma. Para nós, seria muito pior se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidisse apoiar o Ciro em vez de Dilma, disse. O tucano, porém, avaliou que o deputado cearense errou ao transferir seu domicílio do Ceará para São Paulo.

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), afirmou no começo da noite que ainda não havia falado com Serra sobre as declarações de Ciro. Mais cedo o coordenador da campanha tucana havia dito que o deputado cearense tem muito amigos tucanos. Ele, porém, negou que o partido irá procurar Ciro para uma conversa.

O deputado Jutahy Júnior (PSDB-BA) afirmou que teve uma conversa com Ciro há seis meses. Na época, eu disse a ele que o PT não iria apoiá-lo. Daí, o Ciro me disse que o presidente Lula era suficientemente inteligente para evitar que apenas um candidato governistas disputasse o primeiro turno com Serra, disse.

Repercussão

Leia também:

  • Veja o que Ciro Gomes divulgou em nota sobre sua candidatura
  • Dilma vai à sede do governo e nega encontro com cúpula do PSB
    • Leia tudo sobre: serra

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG